Políticas de ações afirmativas e as Cotas para ingresso no ensino superior na Universidade Federal de Uberlândia (UFU) no período de 2017 a 2020: avanços e desafios

A Lei 12.711/2012, chamada de lei de cotas nas universidades públicas determina a reserva de 50% das vagas das IFES para estudantes de escolas públicas, considerando os quesitos de renda/raça/cor, foi alterada em 2016 pela Lei 13.409/2016 que acrescenta ao público, as pessoas com deficiência. Esta legislação colocou em debate temas como racismo, desigualdades sociais, exclusão/inclusão, pessoas com deficiência e seu processo de escolarização, acesso e permanência de todos e todas no ensino superior.
A conquista desta lei deve-se aos movimentos sociais de grupos excluídos e historicamente discriminados. Esta ação afirmativa visa a remoção de barreiras que impediram/em essa população ao acesso ao ensino superior, em igualdade de condições e oportunidades, a formação na graduação, a inserção ao mercado de trabalho e a efetividade de ações que promovam a equidade
Neste sentido, este livro tem como objetivo analisar e discutir a construção da implementação das cotas na Universidade Federal de Uberlândia - UFU, os procedimentos, estratégias e o percurso histórico. Apresentam dados quantitativos e qualitativos deste processo enaltecendo o debate acerca das cotas como uma ação afirmativa que visa a democratização do ensino.

PraticasDocentes.jpg

R$           (frete incluso*)
* Entregas somente para o território brasileiro

Clique no botão abaixo e baixe grátis.

1/0

-

Registre aqui a sua opinião sobre este livro
Avalie-nosRuimNão muito bomBomMuito bomÓtimoAvalie-nos

Obrigado pelo envio!